A nova onda de pesquisas aponta para o fato de os canabinóides terem o efeito adaptativo e imunomodulador além da capacidade de suprimir a atividade imunológica.

A planta Canabis sativa foi usada para fins nutricionais e para melhorar a saúde milhares de anos atrás. Muitas civilizações antigas – os chineses e os gregos – incluíram a planta cannabis na sua farmacopeia. Naquela altura, ninguém questionava o fato como e porquê a cannabis aliviava a dor e acalmava o espírito. Foi um aliado útil – é o que importava.

Vamos voltar ao século 21. Os cientistas estão a tentar descobrir tanto a composição molecular da planta cannabis como perceber como ela interage com a rede complexa de sistemas biológicos no nosso organismo. Entretanto, apesar de muitas descobertas interessantes, ainda sabemos relativamente pouco, especialmente no que diz respeito à interação entre a cannabis e o sistema imunológico.

Alguns estudos sugerem que os canabinóides, tais como o THC e o CBD são imunosupressores, o que pode explicar o alívio que sentem os utilizadores da cannabis medicinal com as doenças auto-imunes e a inflamação crónica. Os outros estudos comprovam que o uso regular da cannabis pode aumentar o número dos leucócitos no caso dos distúrbios da imunodeficiência, como o HIV, produzindo o efeito de reforço imunológico.

Tudo se torna ainda mais complicado se considerarmos o fato que os efeitos da planta cannabis são mediados principalmente pelo sistema endocanabinóide que, de acordo com a opinião dos cientistas, interage com toda a atividade biológica incluindo o sistema imunológico.

A conclusão final é que ainda é preciso descobrir muita coisa para perceber como a cannabis afeta o nosso sistema imunológico.

Categories: About CBD

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *