Estamos constantemente expostos às doenças infeciosas, bactérias e vírus (antígenos) que causam danos e distúrbios no nosso organismo. Se não tivermos quaisquer defesas internas para manter esses invasores à distância, não sobreviveríamos mais de cinco minutos neste planeta.  Graças a Deus, temos o sistema imunológico: a rede complexa de células, tecidos e órgãos que funcionam com precisão militar para manter-nos saudáveis.

Os elementos principais do sistema imunológico são glóbulos brancos ou leucócitos que procuram e destroem quaisquer visitantes indesejados. Os leucócitos podem ser divididos em dois grupos: 1) linfócitos (células B e células T) que destroem os antígenos e ajudam o corpo a lembrar de atacantes anteriores; e 2) fagócitos que absorvem e neutralizam os invasores estrangeiros.

Muitos de nós estão familiarizados com as células T por causa da sua relação com o vírus HIV que as elimina; É por isso que os pacientes com o HIV se tornam vulneráveis às infeções normalmente inofensivas.

O nosso sistema imunológico também desempenha um papel fundamental na deteção das células que têm mau funcionamento dentro do nosso corpo e, através do processo de apoptose ou morte celular, garante que essas células não continuem a crescer e se tornem tumores.

Matar células é um elemento crucial do sistema imunológico funcional e saudável que mantém um equilíbrio delicado entre o crescimento e a morte. Se, por exemplo, muitos casos da morte celular podem causar as doenças auto-imunes, poucas mortes podem criar um ambiente favorável para o desenvolvimento do cancro.

Categories: Uncategorized

0 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *